Requisitos de trânsito e entrada nos EUA

A agência de Proteção de Fronteira e Alfândega dos EUA reforça os requisitos estritos para os viajantes que quiserem visitar os EUA ou passar em trânsito pelos EUA.

A Air New Zealand não pode aceitar o transporte de clientes que estejam viajando para os EUA, ou que vá passar por ele, que não estejam em posse de um e-Passport apropriado e visto válido quando exigido. Obtenha mais informações sobre o trânsito em Los Angeles.

 biometric passport logo

Isso representa um passaporte seguro aprimorado com um chip eletrônico integrado. A colocação do microchip dentro varia de país para país.

 passport demo machinereadable

Para ver se um passaporte pode ser lido pela máquina, verifique se há duas linhas impressas abaixo da foto do portador.

 

No Programa de Isenção de Visto, os passageiros qualificados que sejam cidadãos de países qualificados podem viajar para os EUA para fazer turismo ou a negócios por até 90 dias sem obter um visto de entrada. Não é permitido estudar ou trabalhar no Programa de Isenção de Visto nem estender sua permanência além de 90 dias. Uma passagem de volta ou posterior deve ser mantida, embora o destino final possa não ser o Canadá, México ou Caribe (a menos que você seja um residente desse país ou ilha). Cada viajante (incluindo crianças) deve ter um e-Passport válido, individual que atenda aos seguintes requisitos e deve obter um sistema eletrônico para autorização de viagem, o ESTA (Electronic System for Travel Authorisation) antes de viajar:

  • O passaporte deve ser um e-Passport
  • O passaporte deve ter uma zona legível por máquina na página biográfica
  • O passaporte deve ser legível por máquina e ter uma fotografia digital

O que é um e-Passport?

Um passaporte biométrico contém um microchip capaz de armazenar informações no formato digital. Padrões internacionais exigem que a foto do portador do passaporte e também as mesmas informações na página da foto sejam armazenadas no chip. Alguns países também podem decidir colocar outros identificadores biométricos, como impressões digitais ou leituras da íris, no chip.

Todos os clientes viajando de acordo com o Programa de Isenção de Visto devem ter um e-Passport. Um e-Passport (biométrico) é indicado pelo seguinte símbolo na capa e página da foto:

Isso representa um passaporte seguro aprimorado com um chip eletrônico integrado. A colocação do microchip dentro varia de país para país.

O meu passaporte é legível por máquina?

Um e-Passport legível por máquina tem dados biográficos inseridos na página da foto de acordo com especificações internacionais. Para ver se um passaporte pode ser lido pela máquina, verifique se há duas linhas impressas abaixo da foto do portador, como o exemplo abaixo.

O meu passaporte tem uma fotografia digital?

As fotografias digitais são escaneadas diretamente na página do passaporte, então, você não consegue sentir uma borda como é possível com uma fotografia tradicional, que foi colada ou laminada.

E se o meu passaporte não atender aos critérios do Programa de Isenção de Visto?

Você pode solicitar um visto dos EUA ou obter um e-Passport substituto. A obtenção de um novo e-Passport evitará a inconveniência e o custo de obter um visto dos EUA cada vez que você viajar e é, com frequência, a opção com custo mais baixo.

Se você solicitar um novo e-Passport em um posto no exterior do seu governo nacional, verifique se um passaporte biométrico pode ser emitido localmente. Em alguns casos, ele pode ser emitido apenas na agência central de passaportes no país de origem.

ADVERTÊNCIA: O Governo dos Estados Unidos fez alterações no Visa Waiver Program Improvement and Terrorist Travel Prevention Act de 2015, que define que os viajantes nas seguintes categorias não estão mais qualificados para viajar ou serem admitidos nos Estados Unidos segundo o Programa de Isenção de Visto (VWP):

  • Os cidadãos dos países do VWP que visitaram ou estiveram presentes no Irã, Iraque, Sudão ou Síria a partir de 1ยบ de março de 2011 (com exceções limitadas para viagens para fins diplomáticos ou militares em serviço de um país do VWP)
  • Os cidadãos de países do VWP que também são cidadãos do Irã, Iraque, Sudão ou Síria

Informações adicionais sobre alterações no Programa de Isenção de Visto podem ser encontradas no site do Departamento de Segurança Interna.

Os portadores de ESTA atuais são incentivados a verificar o status do seu ESTA antes de viajarem no site Proteção de Fronteira e Alfândega dos EUA (CBP) em esta.cbp.dhs.gov.

Todos os passageiros viajando para os EUA, ou passando por ele, de acordo com o Programa de Isenção de Visto devem ter obtido um Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem antes do seu voo. É recomendado que as solicitações do ESTA sejam concluídas pelo menos 72 horas antes da chegada no aeroporto de sua partida. Qualquer pessoa que não tenha ou não possa obter um ESTA antes da partida não poderá embarcar e deverá entrar em contato com a Embaixada dos EUA mais próxima para obter assistência.

Os viajantes devem visitar o site do Departamento de Segurança Interna dos EUA e preencher as informações exigidas. Observe que há uma taxa de processamento cobrada pelo Departamento de Segurança Interna para obter um ESTA. Na maioria dos casos, uma resposta será recebida em segundos determinando se a viagem para os EUA foi autorizada. Se a solicitação não for autorizada, um visto poderá ser solicitado através da Embaixada dos EUA. Em alguns casos, os clientes deverão esperar até 72 horas pela autorização. O site oficial para solicitar um ESTA é https://esta.cbp.dhs.gov/esta/.

Uma autorização de viagem aprovada é válida por dois anos para várias entradas nos EUA com permanência máxima de até 90 dias ou menos por visita. Uma nova solicitação será necessária se um novo passaporte for obtido dentro do período de dois anos ou se as respostas a qualquer uma das perguntas SIM/NÃO no formulário do ESTA mudarem. Os passageiros que obtiverem um ESTA para viajarem para os EUA também deverão manter uma passagem de volta ou de saída dos EUA para um destino em que eles tenham o direito de entrada.

Se estiver viajando em menos de 72 horas, você ainda poderá solicitar um ESTA, no entanto, aconselha-se que você visite o site do Departamento de Segurança Interna dos EUA para obter mais informações ou entre em contato com a Embaixada dos EUA mais próxima.

Os ESTAs são uma adição à exigência para que todos os clientes enviem dados do APIS (Sistema de Informações Avançado de Passageiros).

Os passageiros não qualificados para viajar de acordo com o Programa de Isenção de Visto devem obter o visto apropriado para viajar para ou pelos EUA. A obtenção de um visto exige uma entrevista com a Embaixada dos EUA mais próxima e recomenda-se que você solicite com bastante antecedência em relação à data da viagem que pretende fazer. Visite o site do Departamento de Segurança Interna dos EUA para obter mais informações ou entre em contato com a Embaixada dos EUA mais próxima.

Ao viajar para os EUA (ou passar mais de 8 horas em trânsito para outro país), além dos dados no seu passaporte, você deve também informar o país de sua residência permanente e o endereço onde você vai ficar nos EUA (incluindo o estado e o CEP). Esse endereço deve ser o mesmo que você colocará no seu formulário de chegada aos EUA.

Estas informações serão um pré-requisito para o embarque em seu voo e poderão ser fornecidas no momento da reserva, a qualquer momento depois ou, no máximo, quando você fizer check-in.

Os cidadãos dos EUA estão isentos do requisito de endereço nos EUA. Os residentes permanentes dos EUA que não são cidadãos devem fornecer o número do seu Green Card como alternativa ao endereço nos EUA. Você pode economizar tempo no check-in imprimindo e preenchendo este formulário em PDF e levando-o com você para o aeroporto.

Requisito de Endereço nos EUA.

US-VISIT é um sistema de entrada eletrônico para verificar a identidade dos visitantes que chegam e confirmar a conformidade com as políticas de visto e imigração. Os visitantes com idades entre 14 e 79 anos estão sujeitos ao US-VISIT, incluindo os viajantes em trânsito para ou de Londres nos voos NZ2 ou NZ1. Os visitantes que entram ou estão em trânsito nos EUA de acordo com o Programa de Isenção de Visto não estão isentos do US-VISIT.

Isenções do US-VISIT

Cidadãos americanos e canadenses estão isentos do processo US-VISIT. Os visitantes que usam certas categorias de vistos classes A, G e NATO também estão isentos.

Chegando aos EUA de acordo com o processo US-VISIT

Os escritórios de Proteção de Fronteira e Alfândega dos EUA coletarão 10 impressões digitais e uma fotografia digital como parte da entrevista de entrada regular. Esses dados serão usados para verificar sua identidade e serão comparados com watch-lists. O processo US-VISIT ocorrerá cada vez que você chegar aos EUA.

Mais informações sobre o US-VISIT estão disponíveis na Embaixada, Consulado dos EUA mais próximo ou em www.dhs.gov/us-visit.

O TSA examina a bagagem de cada passageiro antes de ela ser colocada em uma aeronave. Embora a tecnologia permita o exame eletrônico, algumas vezes as bagagens podem precisar ser inspecionadas fisicamente. O TSA funcionou com várias empresas para desenvolver trancas que podem ser abertas por oficiais de segurança usando chaves universais "mestre" para que as trancas não precisem ser cortadas se uma inspeção física for necessária. Se você quiser trancar suas bagagens, recomendamos usar uma tranca aprovada pelo TSA ao viajar pelos EUA.

Para obter informações sobre os procedimentos do TSA, visite www.tsa.gov.

Os passageiros que estão viajando de acordo com o Programa de Isenção de Visto (VWP) não são obrigados a preencher o formulário I-94W (verde). Ele foi substituído pelo Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem (ESTA), que deve ser preenchido on-line antes da chegada ao aeroporto para fazer check-in. O único caso em que os passageiros deverão preencher o formulário I-94W é no caso de uma interrupção do sistema no check-in. Todos os passageiros viajando com um Paper Visa em seu passaporte também deverão preencher o formulário I-94 (branco).

As autoridades dos EUA exigem a coleta do seu formulário I-94 (branco) ou, quando necessário, seu formulário I-94W (verde) ou formulário de imigração para confirmar sua partida dos EUA. Se você tiver saído dos EUA com um formulário I-94W ainda anexado ao seu passaporte, sua partida não foi registrada corretamente e você poderá ter problemas quando voltar da próxima vez. Recomenda-se que você execute os passos para que o registro de sua partida seja corrigido.

O que acontecerá se o meu registro não for corrigido?

Na próxima vez que você viajar para os EUA, ou transitar por ele, sua entrada poderá ser comprometida. Se você estiver viajando com um visto dos EUA, ele poderá ser cancelado. Se estiver viajando de acordo com o Programa de Isenção de Visto, você poderá ser desqualificado da entrada sem visto e ter que obter um visto para visitas futuras. Em ambos os casos, você provavelmente terá a entrada recusada e deverá retornar no primeiro voo disponível.

Como posso ter o meu registro corrigido?

Escreva uma carta explicativa para a Proteção de Fronteira e Alfândega dos EUA colocando a parte do formulário de imigração deixada em seu passaporte e incluindo a evidência de suporte, como:

  • o cartão de embarque original usado para sair dos EUA.
  • fotocópias de carimbos em seu passaporte indicando a entrada em outro país depois de sua saída dos EUA. todas as páginas do passaporte que não estiverem totalmente em branco deverão ser fotocopiadas, juntamente com a página da foto.
  • recibos de pagamento datados do seu empregador indicando presença em outro país depois de sua partida dos EUA.
  • registros de escolas indicando presença em uma escola fora dos EUA.
  • recibos de cartão de crédito com nome e data de compras feitas depois de sua partida dos EUA (você pode cobrir o número do cartão de crédito).

Se você enviar material original, mantenha uma cópia com você, pois a Proteção de Fronteira e Alfândega não devolverá nenhum material.

Para onde devo enviar?

ACS Inc.
1084 South Laurel Road
London, KY 40744
EUA

Observe que este é o único endereço a ser usado. Não envie sua carta para nenhuma Embaixada ou Consulado dos EUA ou outro escritório de Proteção de Fronteira e Alfândega nos EUA. Apenas este lugar pode corrigir seu registro de partida.