Viajando com um cão-guia

Somente cães certificados podem viajar nas cabines dos voos domésticos e internacionais da Air New Zealand quando estiverem acompanhando e dando assistência ao seu dono.

Além disto, os cães podem viajar nas cabines dos voos domésticos e internacionais da Air New Zealand quando estiverem fazendo um treinamento reconhecido para ser cão-guia e quando o voo faz parte do treinamento do cão, a critério da Air New Zealand.

É com prazer que confirmamos que não cobramos para este serviço.

De maneira a acomodar você e o seu cão-guia certificado (ou cão realizando treinamento reconhecido), a Air New Zealand requer no mínimo 48 horas de aviso prévio e que o check-in seja feito 1 hora antes do horário padrão de check-in.

Para ajudar na preparação da sua viagem, siga as instruções a seguir:

  • O cão deve ter uma etiqueta de identificação com o nome, endereço e número de telefone do dono e estar preso por uma coleira curta todo o tempo;
  • Quando solicitado, você deve poder apresentar prova de que o seu cão é certificado;
  • Durante o voo, o seu cão deve estar amarado na corrente e sentado no tapete absorvente (que será fornecido por nós); e
  • você deverá preparar o seu cão para a viagem, exercitando-o e limitando a quantidade de líquido durante várias horas antes de embarcar na aeronave.

A Air New Zealand irá alocar, sujeito a disponibilidade no dia da viagem, um assento adicional ao seu lado para que o cão-guia certificado tenha mais espaço no chão, quando estiver viajando na classe Econômica.

Quando isto não for possível, daremos a opção de colocar o seu cão sentado no espaço que se encontra em frente ao seu assento ou de mudar as datas da sua viagem. Adicionalmente, a Air New Zealand cumpre com toda a legislação de acordo com as leis locais. Por exemplo, nos voos de e para os EUA, a Air New Zealand cumpre com os requerimentos de cão-guia para companhias aérea de acordo com os regulamentos da US DoT, incluindo o transporte de cães de serviço para suporte emocional/ psiquiátrico de acordo com os regulamentos existentes para voos de e para os EUA.

OBS: estas diretrizes são unicamente aplicadas nos voos operados pela Air New Zealand. Caso estiver viajando em um voo compartilhado com outra companhia aérea, você e o seu cão devem preencher os requisitos da companhia aérea em questão.

Informações importantes com relação aos cães-guia:

  • Como os requisitos da FAA e CAA exigem que o corredor esteja sem obstruções, viajar em Business Premier em uma aeronave 777 pode não ser possível. Entre em contato conosco para discutir sobre as opções caso necessário.
  • Devido ao tamanho da aeronave e aos requisitos da CAA exigindo que o corredor esteja sem obstruções, é somente possível acomodar um (1) cão-guia por voo nas aeronaves EH 1900 (Beech 1900D) em voos dentro da Nova Zelândia. Pedimos desculpas com antecipação caso não possamos acomodá-lo no voo de sua preferência. Faremos todo o possível para acomodá-lo no próximo voo disponível ou se tiver de acordo podemos transportar o seu cão-guia no porão da aeronave sem custos (mas uma gaiola adequada para isto deverá ser fornecida por sua conta).
  • A maioria dos países para onde a Air New Zealand opera possue regulamentos restritos para a importação de animais que devem ser obedecidos (inclusive aprovação prévia para a viagem).
  • É de sua responsabilidade assegurar que todos estes requerimentos sejam obedecidos. É também importante saber que mesmo tendo obtido a permissão de levar o seu cão-guia a um destino em particular, nem todos os destinos são iguais. Caso não forneça as informações referentes a toda a documentação necessária durante o processo de reserva e de check-in, é possível que o seu cão não seja autorizado a viajar. Isto inclui os requisitos para todos os pontos da sua viagem, inclusive países em trânsito como também o destino final e o retorno ao seu país de origem. A Air New Zealand não aceitará sob nenhuma circunstância qualquer responsabilidade caso o cão-guia não seja liberado da quarentena em qualquer ponto de sua viagem ou ao retornar ao seu país de residência.
  • Qualquer cão que a Air New Zealand considere que não seja um cão-guia certificado deverá viajar no porão da aeronave. Para obter mais informações refira-se à seção Viajando com animais de estimação.

Processo a seguir caso o transporte de seu cão seja negado.

Caso a Air New Zealand negue o transporte do seu cão na cabine da aeronave e você não concordar com esta decisão, é possível solicitar uma revisão desta decisão via nosso Gerente de PAXCARE enviando um e-mail para specialhandling@airnz.co.nz.

Caso solicitado, iremos informar por escrito a nossa decisão (inclusive o resultado de qualquer revisão) com relação ao transporte de seu cão na cabine da aeronave.

Glossário de termos:

A seguir, fornecemos um glossário de termos usados nesta seção:

Um cão-guia certificado é um cão que recebeu treinamento e possui um certificado atualizado emitido por uma organização reconhecida confirmando que o cão preenche os padrões reconhecidos para um cão-guia. Para os voos domésticos da Air new Zealand isto também inclui cães que estejam fazendo um treinamento como cão-guia e que estiver acompanhando o seu treinador com o propósito de treinamento no dito voo. O termo cão-guia certificado não inclui cães para suporte emocional, cães para reconforto ou cães para auxilio psiquiátrico (ou cães de descrição semelhante), os quais não são permitidos na cabine da aeronave.

Treinamento reconhecido de cães de serviço é o treinamento realizado (e confirmado como tendo sido finalizado com êxito) por uma organização reconhecida.

Padrão reconhecido significa ter finalizado com êxito o treinamento em tarefas relacionadas com deficiências e requerimentos de acesso ao público, de acordo com uma organização reconhecida. Adicionalmente, é necessário ter treinamento específico para viagem dentro da cabine da aeronave.

Uma organização reconhecida é um membro credenciado da Assistance Dogs International (ADI) ou um membro da International Guide Dog Federation (IGDF). Esta também incluem organizações, de acordo com a lei de Controle de Cães da Nova Zelândia.

Um handler é uma pessoa fisicamente deficiente que está aos cuidados de um cão específico certificado com o propósito de assisti-lo no decorrer de sua vida diária. Um handler pode também ser uma pessoa fisicamente capaz que esteja fazendo um treinamento de um cão-guia para uma organização reconhecida viajando em voos domésticos na Nova Zelândia.

Um cão de serviço para suporte emocional/psiquiátrico é um cão cujo propósito é dar suporte emocional e psiquiátrico. Um cão de serviço para suporte emocional/psiquiátrico pode ser autorizado a viajar na cabine da aeronave para viagens de e para os EUA (mas não outras rotas) caso preencha todos os requisitos definidos em 14 CFR parte 382 117.

Um cão para terapia é um cão cujo propósito é dar afeição e consolo e servir de terapia às pessoas. O cão de terapia em geral dá assistência à pessoa que não é o seu dono.

Um cão para consolo oferece consolo ao seu dono, mas não é reconhecido como sendo um cão de serviço certificado, um cão para suporte emocional/psiquiátrico ou um cão de terapia.