Dispositivo de Elevação da Eagle

O dispositivo Eagle é um dispositivo de elevação fabricado para a Air New Zealand por uma empresa especializada em soluções de levantamento para usuários de cadeiras de rodas que não podem se transferir de maneira independente.

O serviço de elevação encontra-se disponível somente para serviços de jato domésticos e internacionais, nos aeroportos de Auckland, Wellington, Christchurch e Dunedin. Recebendo a informação com antecedência, faremos o possível para aceder a um elevador Eagle junto aos nossos prestadores de serviços nos aeroportos de Sydney e Melbourne.

Devido ao layout da cabine Business Premier, o Eagle 2 não pode ser utilizado, entretanto nos voos de/para os EUA, nossa equipe pode fazer a transferência utilizando uma tábua de deslizamento, cintas de transferência e lençóis de transferência especialmente projetados para tanto.

O processo

O Eagle 2 é utilizado para levantar clientes (utilizando uma cinta de elevação) de uma cadeira de rodas. Os funcionários depois usam o Eagle 2 para passar pelo corredor da aeronave, passam por cima do assento e acomodam o cliente no assento. O peso limite do passageiro autorizado é de 200kgs. O processo de transferência da cadeira de rodas para o assento da aeronave é um processo realizado em quatro etapas.

1) Colocação da cinta de elevação
Um funcionário ajudará a posicionar a cinta de elevação enquanto estiver sentado na cadeira de rodas. Isto geralmente ocorre no portão de embarque do aeroporto ou dentro da aeronave ao lado da porta por questões de privacidade. Caso necessário, ajudaremos o passageiro a se inclinar para colocar a cinta atrás das costas e sob as nádegas. Depois as duas cintas de pernas são colocadas em forma de cruz embaixo das pernas, mantendo os joelhos juntos para assegurar um bom apoio ao levantar o passageiro e auxiliar no deslocamento pelo corredor da aeronave. As cintas de pernas contém Teflon para auxiliar na sua colocação. Uma cinta para a parte superior do corpo encontra-se disponível oferecendo um suporte adicional. Quando for utilizado o dispositivo de levantamento, recomendamos vestir shorts ou calças compridas para privacidade e conforto.

2) Transferência no interior da aeronave
No interior da aeronave, o dispositivo Eagle 2 será posicionado de maneira a permitir que a cadeira de rodas possa ser colocada embaixo da plataforma de levantamento (azul). As rodas da cadeira de rodas e o Eagle 2 são travados no lugar e uma perna de estabilidade especial é estendida. A cinta é então fixada ao Eagle 2 em quatro lugares. Duas na parte traseira e duas na parte dianteira. A altura das cintas dianteiras (para o levantamento das pernas) pode ser ajustada para o seu conforto. O motor elétrico levantará o passageiro e a sua cadeira de rodas será retirada.

3) Transporte pelo corredor da aeronave
A plataforma de levantamento gira em 90 graus e o passageiro ficará de frente para a cabine de comando. Dois funcionários levarão o dispositivo Eagle 2, passando pelo corredor até o seu assento. O dispositivo somente pode realizar a transferência do lado direito da aeronave.

4) Transferência para o assento
Será necessário inclinar ligeiramente o assento e levantar os apoios para os braços. (Em alguns casos, os apoios para os braços podem também permanecer abaixado durante a transferência). O dispositivo será então colocado através do assento e a plataforma de levantamento irá colocar o passageiro no assento cuidadosamente.

Perguntas e respostas

P: A minha cadeira de rodas motorizada caberá no dispositivo de levantamento Eagle?
R: A largura do dispositivo de levantamento Eagle pode ser ajustada para se adaptar a grande maioria dos tipos de cadeiras de rodas.

P: Posso permanecer na minha cadeira de rodas até chegar à porta da aeronave e a minha cadeira de rodas pode ser trazida até a aeronave ao chegar no destino?
R: Na maioria dos casos, isto pode ser feito, caso este serviço seja solicitado. Nos aeroportos onde não há pontes de embarque disponíveis, é possível que seja necessário utilizar uma cadeira de rodas do aeroporto. O dispositivo de levantamento da Eagle poderá ser utilizado para transferí-lo da sua cadeira de rodas para a cadeira de rodas do aeroporto.

P: A colocação da cinta e a transferência para o assento da aeronave são realizadas em um lugar isolado?
R: A colocação da cinta será realizada dentro de uma ponte de embarque vazia ou em uma área semelhante com toda privacidade. O embarque será realizado antes do embarque dos outros passageiros. Somente os funcionários estarão presentes na aeronave naquele momento.

P: Porque se recomenda usar shorts e calças compridas?
R: Durante o processo de colocação da cinta, haverá contato com as pernas e na parte inferior do joelho. Esta recomendação é feita para proteger a sua privacidade. É possível escolher entre um funcionário do sexo feminino ou masculino para a colocação da cinta, em caso de necessidade ou preferência.

P: O que ocorre no caso de um portão de embarque que se encontra longe e não tem ponte de embarque para o embarque na aeronave.
R: No caso de um portão de embarque distante (onde seja necessário subir escadas para chegar na aeronave) um veículo de elevação ou uma plataforma de empilhadeira serão utilizados para fazer a sua transferência para a aeronave.

P: Posso embarcar mais cedo?
R: Sim. Para assegurar uma transferência com privacidade, o seu horário de embarque será um pouco mais cedo.

P: Devo solicitar o dispositivo de elevação Eagle quando fizer a minha reserva em uma aeronave a jato?
R: Sim. Se fizer a sua reserva através de um agente de viagem, solicite o dispositivo de elevação diretamente. Se fizer a sua reserva online, escolha a opção "Cadeira de rodas - requer dispositivo de levantamento Eagle" quando aparecer nas opções de assistência especial.

P: Posso utilizar uma pessoa de suporte para fazer a transferência, no lugar do dispositivo de elevação Eagle?
R: Sim. O dispositivo de elevação Eagle é simplesmente outra opção de transferência que oferecemos. Caso tenha uma pessoa de suporte para fazer o levantamento da parte superior do corpo, esta é uma opção válida também. Um tripulante de bordo dará assistência para a transferência das suas pernas.

P: Que assento pode ser usado?
R: Caso o dispositivo de levantamento Eagle seja utilizado para a transferência, será necessário sentar do lado direito da aeronave (de frente para a cabine de comando). Nossa equipe de bordo se incumbirá de encontrar um assento apropriado.

P: Haverá algum meio de imobilização/suporte adicional para a parte superior do corpo?
R: Sim, caso seja necessário, temos um cinto confortável que é colocado a sua volta e em volta da cinta, embaixo das axilas durante a transferência. A aeronave também possui um cinturão de segurança para a parte superior do corpo para seu uso durante o voo. Caso o cinturão de segurança para a parte superior do corpo seja necessário durante o voo, queira solicitar com antecedência.

P: Será necessário utilizar um suporte de pescoço durante a transferência?
R: Também temos uma fixação disponível para dar maior estabilidade e conforto ao pescoço.

P: As cintas são fornecidas em diferentes tamanhos?
R: Sim. Grande (G), Média (M), e Pequena (P).

P: As cintas estarão limpas?
R: Sim, as cintas são enviadas para a lavanderia com frequência pela Air New Zealand e verificamos se estas estão em bom estado e boas condição antes de cada uso.

P: Porque o Eagle 2 não é utilizado em aeronaves regionais de menor porte?
R: Devido ao espaço limitado e problemas de acesso, não é possível utilizar o Eagle 2 nas aeronaves regionais.

P: Qual é o peso limite do dispositivo de elevação Eagle?
R: O dispositivo é autorizado a carregar passageiros pesando no máximo 200kgs.

P: O dispositivo de elevação Eagle está disponível durante o voo?
R: Não, o dispositivo de elevação fica disponibilizado em alguns aeroportos e não pode ser armazenado a bordo durante o voo.